um dia

cada um acabará por entender

que mais vale o desassossego de sermos crus, que a falsa tranquilidade de mentirmos a nós próprios.

porém, a crueza é perigosa sem verdadeira objectividade - pode traumatizar-nos de forma extremamente nefasta.

é um caminho difícil.

a esperança existe!
matá-la - é um grande erro de vida!

beijos
1Zé-entre1000 a 28 de Junho de 2007 às 15:51

bem sei...a esperança é a última a morrer, mas por vezes ficamos com a sensação de que ela já não existe...
bjos

« a esperança é a última (coisa) a morrer »

não sei se a maioria das pessoas já pensou atentamente neste velho adágio.

pressupõe que no nosso último momento morre a nossa última esperança, a de continuarmos vivos.
ou portanto, que até ao último momento somos seres de esperança.

uns mais, outros menos, mas todos temos esperança.
perdemos umas, preservamos outras, cultivamos novas.
não teríamos futuro sem ela.

Acho que ainda és capaz de sonhar acordada... Pois o sonho comanda a vida...

E os finais felizes existem... Talvez ainda seja cedo para lhe chamares "fim". bj
Maaf a 28 de Junho de 2007 às 17:59

costuma-se dizer que «no fim fica tudo bem, se ainda não está bem é porque ainda não chegou ao fim», gosto de pensar assim...
bjos
Someone Else a 28 de Junho de 2007 às 19:15

Não acredito em finais felizes. Quem ama fica sempre a sofer e é impossível ser amigo de alguém que amamos.
aspalavrasnuncatedirei a 29 de Junho de 2007 às 11:48

isso é verdade...quando eu e o meu namorado acabámos ele disse que podiamos continuar a ser amigos, mas eu simplesmente não consegui...não é que não quisesse estar perto dele e conversar com ele, mas eu queria muito mais do que isso e se não podia ter o que queria então preferia não ter nada, ao menos não sofria tanto...
Someone Else a 29 de Junho de 2007 às 14:54